Jogo de tabuleiro Chicago

Conquiste negócios e domine a cidade em Chicago

Jogo de tabuleiro Chicago

Chicago, primeiro título da série “Small Box” lançado no Brasil pela MS Jogos é um jogo para 2 a 4 jogadores, onde cada jogador comanda uma das 4 poderosas famílias da máfia na cidade de Chicago e deve ao final da partida ser o jogador com mais pontos, comprovando assim seu domínio sobre a cidade sendo a família de gângsteres mais poderosa!

Como se joga Chicago?

Cada jogador escolhe uma das 4 famílias disponíveis, recebe seu tabuleiro, marcadores da sua cor, além de um mini tabuleiro com as fases e ações disponíveis além dos critérios para a pontuação final.

Tabuleiro individual jogo Chicago

Depois monta-se na mesa o espaço da cidade, seguindo a orientação do manual de acordo com o número de jogadores, com negócios (lugares) e comparsas posicionados.

Negócios disponíveis no jogo Chicago

Distribui-se 8 cartas para cada um, que devem escolher 2 para voltarem para o final do baralho de compra,e a partida está pronta para começar.

O jogo se passa em 6 rodadas, e cada rodada possui 3 fases, a fase da renda (ignorada na primeira rodada) a fase das ações e a fase do controle.

Na fase das ações cada jogador terá direito a realizar 3 ações, que são as ações descritas em seu tabuleiro. Essas ações vão ajuda-lo a conquistar os negócios (lugares) que estão na cidade, que lhe renderão cartas na fase de renda e pontos ao final da partida e também permitirão que você defenda ou ataque os negócios dominados por outras famílias.

Cada negócio na cidade possui pré-requisitos para ser conquistado, por isso é muito importante ficar atento às oportunidades na cidade, veja por exemplo, o aeroporto abaixo: Para conquistar esse lugar o jogador precisa ter os requisitos listados na parte inferior da carta, que nesse caso são 2 comparsas cinzas em seu tabuleiro mais 2 gângsteres e o pagamento de 3 dinheiros.

Aeroporto no jogo de tabuleiro Chicago

O aeroporto ao final da partida renderá 5 pontos para quem tiver o domínio sobre ele e na fase da renda renderá 4 cartas para seu dono.

O centro do jogo então é o domínio dos negócios e as ações disponíveis vão ajuda-lo a se preparar para isso. Vejamos as ações disponíveis:

  • Influência – Você coloca uma carta virada (com o lado do dinheiro) na lateral esquerda ou na parte inferior do tabuleiro, indicando seu aumento de influência nas famílias ou na cidade e paga um dinheiro para isso (toda carta serve como dinheiro, basta vira-la e usar seu verso) Muitos negócios exigem influência para serem conquistados e ela também vai ajuda-lo a dominar negócios antes de seus adversários.
  • Gângster – Coloque uma carta de gângster no espaço abaixo dessa ação para aumentar sua força de gângsteres, e pague um dinheiro para isso.
  • Bens e propriedades – Coloque uma carta de qualquer bem na parte inferior dessa ação e pague um dinheiro para isso . Esses bens além de serem requisitos para controlar alguns negócios também rendem pontos ao final da partida.
  • Negócios – Abra um negócio (vire a carta) que está adjacente a outro na cidade e compre uma carta, essa ação abre as possibilidades de negócios a serem conquistados na próxima fase.
  • Ações especiais – Para usar as cartas de ações especiais você precisa ter em seu tabuleiro os comparsas que são listados na parte inferior da carta. Você não precisa fazer nada com eles, basta tê-los, descartar a carta de ação e realizar o que o texto indica.
  • Movimento – Descarte uma carta de movimento e movimente até 2 fichas (comparsa ou FBI) até 3 espaços no tabuleiro, sendo que cada espaço pode ter apenas 2 fichas.
  • Família – Nessa ação você posiciona ao lado desse espaço 1, 2 ou 3 cartas de família, sendo que você pode usar essas cartas a qualquer momento na fase de ações ou controle para ativar os poderes desejados. A quantidade de cartas determina o que você realizará e todas devem ser descartadas independente da quantidade usada, esse espaço é muito importante por ser requisito para alguns negócios e oferecer uma excelente ajuda em diversos momentos.

Tabuleiro de fases, ações e pontuação final do Chicago

Depois que todos os jogadores realizarem suas 3 ações (uma da cada vez alternadamente) chega a fase de controle, onde cada jogador poderá:

  • Reivindicar o controle de um negócio já revelado na cidade – O jogador anuncia qual negócio deseja controlar e pergunta se alguma outra família se opõe. Para se opor, além de ter todos os requisitos do negócio em jogo essa família precisa ter mais pontos de influência somados (família e cidade). O opositor então descarta uma de suas cartas de influência e coloca um dos seus marcadores sobre aquela cidade.

Para cada negócio conquistado o jogador pega um comparsa que está adjacente ao negócio e coloca-o no seu tabuleiro, onde desejar. Esses comparsas ao serem posicionados em duplas no seu tabuleiro permitem que você execute suas ações com ótimos bônus (como não pagar o custo para colocar cartas) e também valem pontos ao final da partida.

Um agente do FBI entra no lugar do comparsa retirado (afinal as autoridades começam a suspeitar da movimentação suspeita na área) e eles valem pontos negativos ao final da partida.

Outra ação possível na fase de controle é:

  • Atacar um negócio – Para atacar um negócio você precisa ter mais gângster que a família que está sendo atacada, além dos requisitos do negócio em vista. Você só pode fazer 2 ataques por rodada e caso a família só possua um negócio você não pode ataca-lo. Você descarta um gângster em cada ataque bem sucedido, remove o marcador da família atacada, coloca o seu no negócio e o jogador que perdeu o negócio compra 2 cartas.

Um ponto interessante é que ao atacar e conquistar um negócio ele passa a ser seu, mas você não coleta um comparsa, o que faz do ataque uma opção, mas não necessariamente a melhor. Além disso as cartas recebidas pelo jogador podem ajuda-lo a realizar um ataque contra você (em outro negócio) na mesma rodada ou mesmo conquistar algum outro negócio até mais interessante naquele momento.

Negócios controlados pelas famílias no jogo Chicago

Todos os jogadores podem conquistar negócios e atacar (no limite de 2 ataques por jogador). Encerrada essa fase começa-se uma nova rodada, onde cada jogador vai extorquir um dos negócios que controla para ganhar cartas. Para isso você move seu marcador para a parte superior direita, indicando que esse negócio foi extorquido e recebe a quantidades de cartas indicadas ali.

Além disso dependendo da rodada os jogadores recebem cartas e alguns negócios são revelados na cidade. Caso algum jogador não possua nenhum negócio para extorquir ele é apadrinhado pelo “Al Capone” recebendo um tabuleiro onde o jogador poderá realizar algumas ações diferentes no decorrer daquela rodada.

Al Capone no jogo de tabuleiro Chicago

Tanto para atacar quanto para conquistar negócios é necessário se preparar de antemão, tendo os recursos necessários e mais gângsteres e/ou influência que seus adversários.

O jogo termina após a sexta rodada e então cada jogador contabiliza seus pontos (negócios, comparsas, bens e dinheiro) vencendo que possuir mais pontos.

Acessibilidade

O jogo possui certa dependência de cores, tanto para os marcadores de cada jogador quanto para distinguir os comparsas e pessoas com dificuldades na distinção de cores poderão ter alguma dificuldade. Além disso como as cartas são pequenas é necessário olhar com atenção para distinguir os recursos necessários. Felizmente o jogo vem com uma tabela com todos os negócios e os recursos necessários, o que facilita bastante essa visualização, bastando apenas identificar o negócio na mesa e conferir na tabela.

Dá para jogar com crianças?

Somente com os mais velhos pois o tema não é nada atraente nem intuitivo para eles, além do jogo possuir o controle de área, onde inevitavelmente ocorrerão ataques e tomada de negócios, o que pode deixa-los um pouco desconfortável, existindo títulos mais adequados para eles no mercado.

O que achamos do Chicago?

Chicago é uma grata surpresa da MS Jogos que iniciou sua série “Small Box” com um título muito interessante, que apresenta um tema mais uma vez diferente no mercado nacional, com uma produção bacana pela relação custo benefício e que certamente agradará os jogadores que procuram um jogo com certa simplicidade mas bastante interação.

Como o centro do jogo é a conquista dos negócios é necessário que os jogadores fiquem atentos à isso, pois em caso de descuido (ou mesmo falta de sorte) você pode perder vários negócios em uma rodada.

É um jogo com bastante interação e com um aspecto de sorte na compra das cartas, sendo importante se adequar às cartas que você recebe e tentar fazer o melhor uso delas. A coleta dos comparsas é muito bacana pois você precisa buscar fazer duplas no seu tabuleiro para usar os bônus, e movimenta-los eventualmente na cidade pode ser uma opção muito interessante.

A diversidade dos negócios presentes em cada partida é bacana, pois apenas os iniciais são os mesmos, os demais podem mudar de partida para partida, inclusive na ordem em que são revelados, dando uma jogabilidade um pouco diferente.

O jogo funciona bem em dois jogadores mas a interação passa a ser ainda mais direta entre eles, sendo que as partidas serão mais rápidas e diretas.

O jogo ainda possui cartas de cidade que podem ser adicionadas à partida para dar um fator adicional e deixar a partida mais interessante, aumentando assim as possibilidades do jogo.

Pontos positivos:

  • Um ótimo produto na relação custo x benefício
  • Duração ideal, sem se estender muito
  • Uso interessante das cartas (como dinheiro ou seu uso original)
  • Fator “Al Capone” que dá uma boa ajuda para quem está um pouco mais para trás

Pontos de atenção

  • Bastante interação que pode dar aquela prejudicada naquele jogador mais desatento e deixar o clima mais pesado.

Se você gosta do tema, de jogos com bastante interação direta e controle de área, Chicago vale uma olhada por ser um jogo bem acessível, fácil de jogar mas que apresenta uma experiência bacana.

Quer ler mais análises sobre jogos de tabuleiro como essa?

Visite nosso FacebookPinterest,   InstagramBLOG  e  Ludopedia

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s