Jogos, infância, pandemia e volta às aulas

Foto por Daria Shevtsova em Pexels.com

Por Priscila de Sousa Barbosa Castelo Branco

Praticamente um mês de volta às aulas e os resultados da pandemia estão evidentes no desenvolvimento e aprendizagem infantil.

As novas formas de condução do processo e da vida escolar se transformaram em distanciamento, relações líquidas em que cabem apenas um sorriso com os olhos.

O recreio também tem lugar marcado e separado pela “tia” com uma fita e cartaz de distanciamento.

O totem de álcool em gel tem uma mascote da escola que a diretora mandou fazer para tornar o “processo mais humanizado”.

A professora comentou que agora o Mateus não come mais o lanche do Gabriel e a Marina não pode conversar na hora da aula de matemática com a Gabriela sobre a nova Barbie que ganhou da avó e como ela queria mesmo era o Dobble Harry Potter.

Na hora do recreio não pode mais jogar Story Cubes que a professora de teatro do ano passado sugeriu (deixa então para mais tarde, jogamos e fazemos live no Twitch). Até que a professora de história aproveitou o Timeline, mas não deu muito certo, porque o João já sabe todas as respostas.

A professora de português levou um Scrabble online, a turma presencial “não curtiu”, mas coitada… tem que dar conta da metade da turma que está online e no rodízio. Ela não dormiu na última noite tentando montar um Kahoot!.

O professor de ciências levou o Pandemic e o Viral e já o de geografia trouxe para a sala o Planet.

A coordenadora vibrou, mas a mãe da Maria Clara que está só remotamente disse que esses jogos não são para crianças. É “tios” o recurso tem que ser adequado a Kahoot idade, mas a ideia valeu demais!

O toque, as trocas, os abraços estarão agora distantes e o uso de jogos e sua função de cooperação que antes era tão evidente na troca dos turnos e no manipular dos dados é interrompida pelo borrifar do álcool em gel, ou pela falta de compreensão dos termos com o uso das máscaras.

Como agora dar as mãos, passar o pino e manipular os itens dos jogos sem nenhum contato? Vocês já tentaram jogar pockets como “Taco Gato Cabra Queijo Pizza” de máscara?

Jogo de tabuleiro Taco Gato Cabra Queijo Pizza

Essa nova composição do normal traz um novo significado para a infância e para as relações que devem ser construídas.

As experiências deveriam nascer das sensações e trocas com o mundo, mas agora os abraços são distantes, o crescimento do feijãozinho é acompanhado virtualmente e o toque já não deve existir.

Como então propor experiências cooperativas? Como as crianças da atual geração aprenderão as trocas com o mundo?

Como vencerão a inibição de falar na rodinha e defender seus personagens e a jornada de seus heróis ou sentar-se no chão e se sujar, com aquele canudo do achocolatado que acabou melando as cartas do Pokémon do Fabinho e ainda, quando o Felipe espalhou os farelos dos salgadinhos nos meeples do Lucas?

Os petelecos do IceCool estão agora comprometidos e serão dados com luvinhas descartáveis da Isabella?

E aquele dedo no nariz com meleca do Paulo, que depois ficava grudada nas cartinhas do Rhino Hero não estarão nunca mais presentes?

Jogo de tabuleiro IceCool

Como vamos higienizar a cada turno todas as cartas de Imagine? Será se agora precisamos de caixas individuais para cada criança? E o Jenga? Bom vamos ter que usar aquela versão de plástico!

O ano amigos, está só começando… Vou ali terminar de higienizar e colocar os sleeves de Dixit e plastificar as cartinhas daqueles jogos maravilhosos que as editoras grandes ainda não descobriram, mas que fazem sucesso na intervenção psicopedagógica.

Até a próxima!

Priscila Sousa (Instagram Constructo Aprendizagem)

Pedagoga
Doutoranda e Mestre em Ciências da Educação
Especialista em Psicopedagogia, Educação Inclusiva, Neuroeducação, Gestão Educacional e Atendimento Educacional Especializado

Vice coordenadora da Associação Brasileira de Psicopedagogia Núcleo Maranhão. Psicopedagoga Clínica. Professora Universitária

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s